Homem mata mulher e filha para não assumir paternidade da criança

Um homem de 25 anos identificado como Robert da Silva Pereira foi preso na cidade de Fortaleza, no Ceará, após confessar ter matado a ex-companheira de 22 anos e a filha dela, de sete meses, por não querer assumir a paternidade da criança.

A polícia começou a desconfiar do homem quando ele foi até a delegacia procurar saber o paradeiro da filha , mas demonstrou apatia. Quando a delegada afirmou que o corpo da criança foi encontrado dentro de um saco, o rapaz questionou e em seguida confessou o crime.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento no qual Robert leva o corpo de Maria Luiza para a Lagoa dos Soldados, no bairro de Sapiranga. O corpo da mãe da criança foi encontrado a menos de 1 km de distância, dentro de uma cacimba no mesmo bairro.

Segundo a polícia, o homem nunca quis assumir o romance ou a paternidade, mas a mulher, identificada como Luana dos Anjos Sampaio, procurou a família dele após engravidar. Os pais de Robert acolheram a mulher e a neta, mas o homem nunca demonstrou interesse em se envolver com a família. Ele teria matado a mulher após ela questionar a sexualidade dele.

O homem foi autuado por homicídio qualificado e feminicídio, ficando à disposição da polícia na prisão.

PORTAL SBN| COM INFORMAÇÕES DO IG ÚLTIMO SEGUNDO 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *