Mortes por coronavírus crescem 164% em 4 dias no estado de SP

São 57 óbitos na região metropolitana e 1 no interior paulista.

Número de pacientes em UTI também está em crescimento e soma 84.

O número de óbitos relacionados ao coronavírus no estado de São Paulo cresceu 163,6% entre domingo (22) e esta quinta-feira (26), segundo balanço da Secretaria de Estado da Saúde. A quantidade de vítimas saltou de 22 para 58.

Das 10 novas mortes contabilizadas nesta quinta, sete são homens (36, 63, 73, 76, 80, 86 e 92) e três são mulheres (64, 77, 77). Nove aconteceram na cidade de São Paulo, e um paciente de 36 anos que tinha comorbidades, não resistiu e morreu em Ribeirão Preto. Pessoas com comorbidades e idosos estão no grupo de risco da Covid-19.

As mortes confirmadas apontam um avanço da doença para outras regiões do estado. Até domingo apenas a capital registrava óbitos relacionados à doença, enquanto nesta quinta-feira, os municípios de Vargem Grande Paulista, Guarulhos, Taboão da Serra e Ribeirão Preto também contabilizam pelo menos um óbito.

Pessoas doentes com Covid-19 no estado de SP

Municípios Número de casos
Arujá 1
Barueri 3
Caieiras 2
Campinas 4
Carapicuíba 2
Cotia 5
Embu das Artes 1
Guarulhos 9
Hortolândia 1
Iracemápolis 1
Jaguariúna 1
Jundiaí 2
Louveira 2
Mairiporã 1
Mauá 2
Mogi das Cruzes 7
Osasco 3
Poá 1
Ribeirão Preto 1
Ribeirão Pires 1
Rio Claro 1
Santana de Paranaíba 6
Santo André 16
São Bernardo 13
São Caetano 17
São José do Rio Preto 1
São José dos Campos 2
São Paulo 899
São Sebastião 2
Suzano 2
Taboão da Serra 2
Taubaté 1
Tatuí 1
Valinhos 1
Vargem Grande Paulista 1
Outro estado 8
Outro país 28
Ignorado 1
1.052

O número de pacientes graves em UTI também está em crescimento. Na quarta-feira (25) eram 59 pacientes; nesta quinta, a Secretaria da Saúde soma 84 notificações.

O estado ainda possui 1.052 casos confirmados da doença, um aumento de 22% aos 862 casos anunciados na quarta- feira. No Brasil são 2.915 casos confirmados e 77 mortes.

Em pronunciamento na terça-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro criticou medidas de isolamento adotadas por estados e municípios. Na quarta-feira (25), ele ainda discutiu com o governador de São Paulo, João Doria.

Quarentena

O estado de São Paulo adota estratégias de restrição de circulação contra o coronavírus desde 16 de março. A quarentena começou na terça-feira e vai durar 15 dias, até o dia 7 de abril, para os 645 municípios do estado de São Paulo.

A medida obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança. Assim, os hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas, públicas ou privadas, terão o funcionamento normal.

As transportadoras, armazéns, serviços de transporte público, serviços de call center, petshops, bancas de jornais, táxis e aplicativos de transporte continuam funcionando com as orientações dos sanitaristas.

Os serviços de Segurança Pública, tanto estadual, quanto municipais, continuam funcionando normalmente. Os bancos e lotéricas também continuam abertos. As indústrias devem continuam operando, já que não têm atendimento ao público em geral.

ITAMARAJUNEWS.COM.BR | G1.globo.com

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *