Home / Notícias / Ação conjunta entre as polícias identifica acusado de ter roubado carro e desaparecido com enfermeira mineira

Ação conjunta entre as polícias identifica acusado de ter roubado carro e desaparecido com enfermeira mineira

Teixeira de Freitas: O desaparecimento da enfermeira mineira, Priscila Cardoso da Silva, está repercutindo a nível nacional. Familiares e amigos ainda têm esperança que a Priscila seja encontrada com vida. A enfermeira foi abordada por criminosos, no último dia 15 de março, em frente ao Posto de Saúde onde trabalha, na cidade de Santana do Paraíso, em Minas Gerais. Após ser rendida, os criminosos roubaram seu veículo, levando a enfermeira como refém.

O caso vinha sendo tratado como sequestro, mas, o rastreador do veículo acusou que o veículo estava em Teixeira de Freitas. Na noite desta terça-feira, 16 de março, policiais militares da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar, localizaram o veículo da Priscila Cardoso, um Chevrolet Onix, de cor branca, placa policial PZL-5521, na Rua Valdivino Ferreira de Queiroz, no Setor Bahia Sul, em Teixeira de Freitas/BA. O veículo já estava sendo desmanchado.

Em posse do veículo, a Polícia Militar prendeu o mecânico, Clébio Dutra de Jesus, de 36 anos. O acusado foi conduzido para a Delegacia de Polícia, onde foi indiciado por crime de receptação qualificada. Em seu depoimento, o Clébio disse que um homem branco, de aproximadamente 50 anos, com sotaque mineiro, teria lhe procurado para resolver um problema no veículo, pois, o mesmo estava com o pisca alerta ligado o tempo todo. O Clébio alega não ter o telefone do homem, nem saber quem ele é.

A Polícia Civil de Teixeira de Freitas, através do delegado Manoel Andreetta, em conjunto com a Polícia Civil de Minas Gerais, por meio do delegado Caetano Silveira, vem cruzando informações, e através de imagens de câmeras de vídeo da cidade de Santana do Paraíso, os policiais conseguiram identificar um dos envolvidos no roubo do carro da enfermeira. A Polícia ainda tem esperança de que chegando a esse autor, ele possa dizer onde a enfermeira está. Trata-se de Reginaldo Ferreira de Souza, 49 anos de idade, vulgo “Pau Veio.”

Reginaldo é um velho conhecido da Polícia, com diversas passagens na polícia da Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo, por roubo, ameaça, homicídio tentado e consumado, falsidade ideológica, entre outros . Em Teixeira de Freitas, o Reginaldo foi preso em julho de 2013, acusado de matar Lucas Santos de Oliveira, 25 anos, em um espaço de festas no Bairro Caminho do Mar, em Teixeira de Freitas próximo “Gogó da Ema”. Na ocasião dessa prisão, ele chegou a trocar tiros com a Polícia Civil.

Em agosto de 2017, o Reginaldo foi preso novamente em uma ação da RONDESP em Teixeira de Freitas. Nesta prisão, ele portava um revólver marca Taurus, calibre 32, de numeração 742344, com capacidade para 06 cartuchos, sendo que, o mesmo estava com 05 cartuchos: 03 intactos e 02 picotados. Quatro anos depois de um homicídio, ele estava solto, e foi preso novamente. Agora, o Reginaldo vem sendo procurado pela Polícia pelo roubo e desaparecimento da enfermeira Priscila.

A Polícia divulgou informações e fotos do Reginaldo, e espera que alguém denuncie o seu paradeiro para que seja efetuada a sua prisão o mais rápido possível. A Polícia corre contra o tempo. Ainda há esperança de encontrar a enfermeira Priscila com vida. Que este não seja mais um caso de latrocínio, este crime vil e cruel, tão repudiado pela sociedade.

Por: Edvado Alves/Liberdadenews

Facebook Comments

Sobre Gildo Ramos Cunha

x

Check Also

Estruturação facial traz novo olhar sobre a harmonização

Médica dermatologista Marília Acioli destaca a importância em analisar as características individuais dos pacientes. Facebook ...

Mulher comete suicídio dentro de sua residência no centro de Itamaraju

Uma mulher identificada por Fabiana da Conceição Oliveira de 32 anos tirou a própria vida, ...

Advogado explica o que são haters e como agir em situações de ataques cibernéticos

Com crescimento de crimes virtuais nas redes sociais, Leonardo Britto, especialista em Crimes Digitais, explica ...