Compromisso e agilidade: Escola Blandino é reinaugurada após incêndio em Lajedão

Em uma manhã de muita alegria para os moradores de Lajedão, nesta sexta-feira (10), a Escola Municipal Blandino Severo Batista foi entregue à comunidade após ser parcialmente destruída por um incêndio. O ocorrido foi na madrugada do dia 22 do mês passado.

Relembre o caso: Vídeo: incêndio atinge escola em Lajedão

Funcionários, alunos, pais prestigiaram o trabalho concluído

A equipe de trabalho constituída pelo prefeito Humberto Cortes, o “Betão”, realizou a obra de reforma e readequações em tempo recorde. Durante o ato de entrega, pais e alunos, professores e funcionários da escola prestigiaram o resultado.

Ao lado do seu secretariado, vereadores, vice-prefeito Júnior Lima e da primeira-dama, Cristiane Cortes, Betão relembrou o choque de quando recebeu a informação do incêndio. Em frente ao prédio reformado, ele falou sobre as ações desenvolvidas e destacou a agilidade e o compromisso da sua equipe.

A primeira-dama Cristiane Cortes e o Sargento Otoniel, do 3º Pelotão da 44ªCIPM

O prefeito agradeceu ao apoio da Polícia Militar, na presença do Sargento Otoniel (3º Pelotão/44ª CIPM), que atuou de imediato na tentativa de identificar os autores da ação criminosa. Também solicitou a união dos diversos segmentos para que seja formado um Conselho Municipal de Segurança Pública.

Vamos esquecer essa história ruim. Eu quero convidar toda a cidade, esses alunos, que são o futuro da nossa terra, a construirmos um novo momento na educação. O povo dessa terra ama Lajedão e não podemos admitir mais situações como essa. O futuro é responsabilidade de todos nós“, disse Betão.

A Escola Municipal Blandino Severo Batista foi fundada em 1967 por uma comissão de padres, políticos, professores e cidadãos da comunidades para o funcionamento do Ginásio Paroquial Nossa Senhora de Fátima. Foi a primeira escola da localidade.

Atualmente, atende cerca de 140 alunos da sede, distritos e zona rural, do Ensino Fundamental, de 1º a 3º ano. Segundo o diretor da instituição, Antônio César, muita gente já passou pela escola e deixou ali a sua marca.

O diretor Antônio César e a secretária da escola, Iara Lacerda

Eu tenho certeza que nós, gestores, ficamos envaidecidos com o rótulo de uma escola ‘linda e estruturada’ como nos dão. Toda comunidade ficou comovida. Pessoas arriscaram a vida para prestar socorro ao prédio, descalços, sem camisa. Talvez, os responsáveis por isso não saibam tanto problema e tristeza que causaram com o incêndio“, falou ao público.

A comunidade conheceu as novas dependências da escola

O secretário municipal de Educação, Raimundo Neto, enfatizou que a tristeza não irá superar tamanha alegria de devolver a escola em tempo hábil. “É pra frente que se anda, é querendo mais por Lajedão. Que nossa educação seja sempre o despontar da nossa região“, disse.

O fogo, que atingiu principalmente a diretoria, sala dos professores e secretaria, destruiu diversos equipamentos e arquivos. O funcionamento da escola já será retomado na próxima semana. Até então, as aulas estavam ocorrendo no prédio do Cras.

Itamarajunews.com.br / redação osollo