Flamengo apresenta proposta de indenização e discute valores com MP; clube adia retorno do sub-20

Reunião nesta manhã define primeiros parâmetros para familiares de 10 meninos mortos e sobreviventes no incêndio no centro de treinamento. Juniores retornam na quinta-feira

Após reunião na última sexta-feira, o departamento jurídico do Flamengo voltou ao Ministério Público nesta segunda para discutir as indenizações do incêndio que matou 10 atletas do clube no dia 8 de fevereiro no Ninho do Urubu. O clube apresentou proposta para membros do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Infância e Juventude, do MP, em encontro com a participação também de representantes da Defesa Civil e do Ministério do Trabalho.

O MP fez contraproposta ao Flamengo, que ficou de responder até o fim da semana. O cálculo inicial foi feito pelo Rubro-Negro e levou em conta tempo de carreira e remuneração média para jogadores. A proposta de indenizações será dividida em categorias: familiares dos 10 atletas mortos no incêndio; sobrevivente com lesão permanente (Jonatha Ventura); sobreviventes que escaparam sem lesões. Os valores ainda são mantidos em sigilo.

Depois do Flamengo e do Ministério Público entrarem em acordo, a proposta será levada aos familiares, em outra etapa. Cada família indenizada pode aceitar ou recusar o acordo. Em caso de negativa, podem recorrer por indenização individual.

Enquanto discute indenizações para familiares das vítimas, o Flamengo mudou a programação para jogadores sub-20. Estava previsto o retorno das atividades nesta segunda-feira, mas os jogadores receberam comunicado com adiamento para quinta-feira. O local, porém, ainda está indefinido.

Na reunião da sexta, a prefeitura do Rio de Janeiro pediu a interdição de todo o centro de treinamento do Ninho do Urubu, algo que não foi cumprido ainda. O Flamengo alega que não recebeu notificação oficial da Justiça para o fechamento da sede e segue com atividades normais para o futebol profissional. Ao mesmo tempo, o clube busca atender novas exigências de segurança e prevenção a acidentes.