Itamaraju: Prefeito Marcelo Angênica (PSDB), foi notificado no último dia 12 para desocupar a área onde supostamente seria instalado o novo pólo industrial na cidade.

Deu Ruim para Angênica: Segundo o documento obtido com exclusividade por nossa equipe de reportagem, a prefeitura teria adquirido uma área de terra que supostamente já pertenceu ao ex prefeito Pedro da Campineira, no entanto os verdadeiros donos do imóvel questionaram judicialmente e conseguiram obter a reintegração de posse da área que, segundo eles, havia sido invadida e vendida para a prefeitura.

O pequeno terreno que fica às margens da rodovia que liga Itamaraju a Prado, teria custado quase meio milhão de reais, e recebeu muitas críticas da população que acreditam se tratar de mais uma jogada eleitoreira para captação de votos como foi feito anos atrás com a promessa de implantação das fábricas da Dakota, Delfa e até da Tech Industrial que foi prometida em 2015 pelo irmão do prefeito Marcelo Angênica e que geraria 300 empregos, no entanto não saíram das promessas da pré campanha do atual prefeito.

A compra da área ocorreu justamente no período em que as contas do ex prefeito Pedro da Campineira, que haviam sido reprovadas pelo TCM, acabaram sendo aprovadas misteriosamente na Câmara Municipal. Há denúncias de que o prefeito Marcelo Angênica se encarregou pessoalmente de negociar com os vereadores para garantir a aprovação das contas, já que o ex prefeito Pedro da Campineira é seu aliado e poderá ser seu vice nas eleições de 2020.

Uma denúncia será formalizada no Ministério Público e Tribunal de Contas solicitando apuração da aquisição misteriosa dessa área, e por qual razão a prefeitura de Itamaraju não verificou as ações judiciais que envolviam a reintegração de posse do terreno.

O prefeito Marcelo Angênica poderá ser condenado a devolver os recursos que foram pagos, tendo em vista que teria sido avisado sobre a disputa judicial e mesmo assim teria insistido na aquisição. Tentamos contato com a assessoria do prefeito de Itamaraju Marcelo Angênica para comentar o caso, mas até o fechamento dessa matéria não havíamos obtido êxito. Fica aberto o espaço para que o mesmo se pronuncie.

ITAMARAJUNEWS.COM.BR | Portal Opinião Pública/ Da Redação/