Número de empresas abertas cresce 17,4% no primeiro semestre, aponta levantamento

Mudanças sociais e oportunidade são possíveis motivos para o aumento no número de abertura de empresas

Levantamento realizado pelo portal Abertura Simples, com dados oficiais da Receita Federal, apontou que houve um aumento de 17,4% no número de abertura de empresas no primeiro semestre de 2019, se comparado com o mesmo período do ano anterior.

Investidora lança programa de mentoria para mulheres empreendedoras

No primeiro semestre de 2018, a Receita Federal registrou 1.315.151 aberturas de empresas, já no primeiro semestre deste ano o número saltou para 1.545.242. Os motivos para o aumento do interesse dos brasileiros em abrir um negócio podem estar ligados tanto ao empreendedorismo por oportunidade quanto às mudanças sociais.

Empreendedorismo por oportunidade

Desde 2016, início da crise econômica, o empreendedorismo por necessidade se tornou uma realidade. Os brasileiros, por falta de emprego, recorriam ao empreendedorismo para conquistar uma renda e sobreviver.

No entanto, surpreendentemente, mesmo não havendo motivos para a mudança da situação, já que Brasil ainda conta com 13 milhões de pessoas desempregadas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o cenário está alterando e os brasileiros agora estão empreendendo por oportunidade.

É o que indica uma pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM). Os dados apresentados mostram que os brasileiros estão empreendendo mais por oportunidade do que necessidade.

Em 2017, por exemplo, 59,4% empreendia por oportunidade. Em 2018, o número aumentou para 61,8%. Já empreender por necessidade caiu de 39,9%, em 2017, para 37,5%, em 2018.

Mulheres empreendedoras

As mulheres também podem ser um dos motivos para o aumento no número de empresas abertas no primeiro semestre. As mudanças sociais observadas nos últimos anos, com o avanço tecnológica e a democratização da informação, levantaram o debate sobre igualdade de gênero e fizeram com que muitas mulheres tivessem interesse em empreender por independência.

Segundo um estudo do Sebrae, o Brasil conta, atualmente, com 9,3 milhões de mulheres empreendedoras. Elas ainda representando 34% de todos os negócios do país. O cenário, apresentado pela pesquisa, de fato, vem sendo observado no setor.

O Abertura Simples, por exemplo, portal que conecta empreendedores a contadores, obteve, nos últimos dois anos, um aumento de 30% no número de acesso feito por mulheres empreendedoras.

“Identificamos, por meio do Google Analytics, um aumento de visitas realizadas por mulheres. Elas acessam o portal em busca de conteúdos de empreendedorismo”, explica Danilo Max, CMO do Abertura Simples.

Futuro das novas empresas brasileiras

O aumento do número de empresas no Brasil, com toda certeza, é algo que deve ser observado como positivo. Afinal, o empreendedorismo acarreta no desenvolvimento regional e no aumento de empregos. No entanto, os novos empresários precisam ficar atentos a falta de planejamento prévio e a gestão empresarial.

É o que alerta um estudo do Sebrae Nacional. Segundo a instituição, a falta de gestão e planejamento levam 24,4% das empresas a fecharem em menos de dois anos de existência e 50% a encerraram as atividades com menos de quatro anos.

“Muitos empreendedores acabam negligenciando também a gestão financeira da empresa e isso é algo extremamente complicado, pois ela é fundamental para manter o negócio competitivo. Nesse sentido, o Abertura Simples, além de proporcionar o serviço de abertura de empresas, também conecta empreendedores que precisam da ajuda de contadores para realizar a gestão financeira, planejamento tributário, recursos humanos etc”, finaliza o CMO.

Website: http://www.aberturasimples.com.br