O papel do líder na Comunicação Organizacional diante de uma pandemia

Consultor em desenvolvimento humano, dá algumas orientações para gestores
Comunicação Organizacional é aquela promovida pela empresa na intenção de
estabelecer contato com seu público interno e com o público externo.
Internamente, a comunicação organizacional cumpre o papel de fortalecer a
relação da instituição com seus colaboradores. Com o público externo, serve
para promover a empresa junto aos diferentes públicos com os quais está se
relaciona. São eles: clientes, parceiros, fornecedores, acionistas,
comunidade entre outros. É por meio da comunicação organizacional que a
empresa vende a sua imagem e consolida sua marca.

Diante de uma pandemia, como a covid-19, qual o papel do líder? Segundo o
consultor em desenvolvimento humano, Sérgio David, este é o momento para as
empresas repensarem suas estratégias e demonstrarem cuidado por seus
recursos humanos. As pessoas estão preocupadas e ansiosas com tudo que
estão vivendo. Inclusive, preocupada com a manutenção de seus empregos.
Como será que estão se comportando as empresas e as lideranças com quem
está em sua linha de frente? Tempo de decidir: pessoas ou lucro? O que
priorizar nesse momento de crise?

Essa situação apresenta uma realidade que não se pode ignorar. Ela é
irremediável e, para muitas pessoas, ganhou maior importância que as
questões mais sérias com as quais vinham lidando em sua rotina. Exemplo:
muitas pessoas viviam correndo para dar conta de suas demandas
profissionais urgentes e inadiáveis. Questões essas que, na maioria das
vezes, se colocavam mais importantes que suas vidas pessoais e entes
queridos. Com o surgimento do novo coronavírus, tudo precisou ser adiado, o
que era urgente pôde esperar e o que era inadiável, foi cancelado. Até
mesmo quem seguiu trabalhando, precisou fazer adaptações porque o seu
entorno (sociedade, clientes) mudou. “Primeiro ponto é se questionar o que,
de fato é, verdadeiramente, importante? Será que estávamos priorizando o
que era mesmo importante? Reflexão para os que deixavam as famílias de lado
para dar foco integral ao trabalho. Há pessoas que forçosamente estão em
casa e tendo de reaprender a conviver em família. Outro ponto é o do peso
da decisão: há pessoas que não tem condição de permanecer em casa pois se
não trabalharem não comem e não pagam as contas. A vida adulta é feita de
escolhas e decisões difíceis. Ao “optar” por quebrar o isolamento social e
continuar trabalhando por aqueles que ficaram em casa, as pessoas assumem o
risco diário de contágio o que, contraditoriamente, põe em risco aqueles a
quem essas pessoas sairam para defender.  Em resumo, esse é um momento de
reavaliarmos nossas prioridades, colocando em foco quem é importante e de
fazer escolhas difíceis por nós e por essas pessoas que amamos” afirma
Sérgio.

Os líderes têm papel fundamental nesse processo. Eles representam o elo
entre empresa e suas equipes. O primeiro desafio das empresas é conquistar
suas lideranças porque delas depende a qualidade da informação que chegará
aos demais colaboradores e, consequentemente, a intensidade do
comprometimento deles com a empresa.

Os líderes representam a personificação da empresa. O que eles disserem ou
a maneira como se comportarem diante de uma pandemia será interpretado como
a vontade da empresa. Por isso, é importante a preparação dos líderes para
enfrentarem este desafio: comunicar-se com a equipe. Também sendo
encorajador em momentos de dificuldade; não pode ser ele o primeiro a
desistir. E, claro, praticando o feedback constante para que as pessoas
entendam o que esperam delas e, assim, se sintam fortalecidas para vencerem
esta crise.

*Mais sobre Sérgio David:*

Psicólogo e especialista em comportamento humano nas empresas. Desde 2001
atuando em desenvolvimento organizacional e de pessoas.

Profissional com certificação internacional em Coaching pela Lambent
(International Coaching Community), Practitioner em Programação
Neurolinguística pela Actius. Certificado nos métodos DISC e Quantum.

Consultor especialista em diagnóstico organizacional, com ampla experiência
no desenvolvimento e condução de programas de treinamento comportamentais.

Já treinou mais de 10.000 pessoas.

Especialista em desenvolvimento de líderes, construção de equipes de alta
performance e coaching de equipe.

Formado em Psicologia e pós-graduado em Gestão Estratégica de Pessoas.

É palestrante de temas relacionados a comportamento humano nas empresas.

Mais de 20 anos de atuação como cantor e ator teatral.

ITAMARAJUNEWS | Débora da Mata

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *