Home / Entretenimento / Pandemia – Ateliê Sérgio Amorim investe em ações de responsabilidade social

Pandemia – Ateliê Sérgio Amorim investe em ações de responsabilidade social

Artista plástico destaca a importância da promoção desses projetos para desenvolvimento dos jovens e adolescentes.

Atento às carências sociais e ao compromisso da arte com o coletivo, o artista plástico Sérgio Amorim consolida ações em prol da Associação Crianças do Dendê, instituição de apoio a crianças, adolescentes e jovens da Baixa do Dendê, comunidade situada entre os bairros de Itapuã e a Lagoa do Abaeté.

Coordenada por Elaine Cruz Azevedo, jovem idealista que acredita na construção de personalidades através da educação gerando oportunidades de desenvolvimento, a Associação Crianças do Dendê oferece desde 2005 atividades nas áreas de pintura, culinária, capoeira, reforço escolar e crochê, para mais de 50 jovens e crianças da comunidade, promovendo intercâmbios culturais e iniciativas de suporte às famílias.

“Conhecer e reconhecer o trabalho desenvolvido por Elaine foi algo que me fez refletir ainda mais sobre o papel da arte na transformação do nosso povo. Contribuir para a igualdade e o bem estar social é um dever de todos nós, e, como a Associação Crianças do Dendê apresenta uma proposta focada na educação e desenvolvimento, podemos apoiar com a nossa arte para a formação dessas crianças, adolescentes e jovens”, explica Sérgio Amorim.

Com histórico de ações em prol do bem-estar social e humano, uma importante ação do Ateliê Sérgio Amorim em 2020 foi empreendida com a doação, pelos artistas parceiros, de uma porcentagem das obras vendidas na mostra Arte de Preto, o que permitiu a construção da cobertura do teto da área de encontros e lazer.

“Dando continuidade ao nosso compromisso, planejamos novas ações para contemplar os jovens ao longo do ano, são elas: concessão de bolsa de estudo de três meses a um jovem talento escolhido pela associação; fornecimento de material elétrico para iluminação da área de lazer do espaço; além da realização de oficinas de artes e doação de livros. O meu objetivo é realizar esses projetos junto com outros artistas parceiros do Ateliê Sérgio Amorim”, revela o artista.

Sobre Sérgio Amorim

Conhecido na Bahia e no Brasil por trazer em suas obras a técnica do “espatulado”, Sérgio Amorim é baiano nascido em Itaberaba, região apelidada de “Portal para Chapada Diamantina”. Com obras expostas no Brasil, Portugal, Argentina, Paraguai, Nova Zelândia, Bolívia, Espanha e Itália, o artista plástico de 45 anos trabalha atualmente no ateliê “Sérgio Amorim Artes”, onde ministra aulas de pintura e desenho para mais de 200 alunos.

Somando experiências e reinvenções ao longo dos anos, Sérgio afirma que sua história é baseada em ciclos, começando pelo lápis e papel (1º ciclo), pincel (2º), “espatulado” (3º), sendo a técnica “impressionista” sua marca registrada e o abstracionismo como 4º ciclo.

Honrado com a “Medalha de Prata” (2002) no salão da juventude no SESC de Ribeirão Preto; Troféu de Ouro (2003) pela obra “O Tropeiro” — Festival Nacional do Folclore em Olímpia; Menção Honrosa do Salão de Belas Artes em Limeira (2013) e o primeiro lugar no Salão Comemorativo aos 150 anos da Revolução de Riachuelo (Bahia Marina), em 2015, atualmente, o artista plástico pinta e ministra cursos no ateliê “Sérgio Amorim Artes” — Colina C, Patamares, e apresenta suas obras Shopping Barra, L1 Sul, Loja 20.

Facebook Comments

Sobre Gildo Ramos Cunha

x

Check Also

Viaje para Portugal! Experimente a cozinha lusitana em casa

Bar-restaurante proporciona experiência gastronômica em serviço delivery. Facebook Comments

Inajá Iê’ canta o sertão em novo single de Charles Theone

Com xote envolvente, artista homenageia a cultura nordestina e suas origens. Facebook Comments

Casa MAR e Afroimpacto promovem curso gratuito de Capacitação Profissional para Trancistas

Com foco em profissionalizar mulheres negras na arte de trançar cabelos, curso ainda apresenta ferramentas ...