Home / política / Prefeito do PT de Itacaré no Litoral Sul da Bahia; durante o mês de junho promoveu vários eventos com aglomerações de pessoas.

Prefeito do PT de Itacaré no Litoral Sul da Bahia; durante o mês de junho promoveu vários eventos com aglomerações de pessoas.

Na cidade de Itacaré no Litoral Sul da Bahia, o atual Prefeito da cidade, Antônio Mário Damasceno do PT; conhecido popularmente como Antônio de Anísio, durante o mês de junho ele promoveu vários eventos com aglomerações de pessoas.

Nas redes sociais do prefeito existe postagens com muitas fotos, onde ele aparece promovendo eventos; com várias pessoas aglomeradas.

Um dos eventos que o Prefeito Antônio de Anísio promoveu, foi um evento político.
O evento contou com a presença dos Vereadores Rodolfo Barros, Renilson de Milton Ramos, o Ex-prefeito Jarbas e alguns secretários municipais.
Além disso teve a participação do Presidente Nacional da Juventude Progressista Neto Carleto, e o Chefe de Gabinete do Deputado Federal Ronaldo Carleto Vivaldo Góes.

O Prefeito várias vezes, juntamente com seus apoiadores durante o mês de junho; ignorou às recomendações dos especialistas em saúde, sobre o distanciamento social.

A população da cidade de Itacaré, esperava que às lideranças políticas viessem dar bons exemplos, mas infelizmente às expectativas foram frustradas. O Prefeito não obedeceu às recomendações do distanciamento social, para o enfrentamento do Sars-Cov-2 ( covid-19)

Mais Imagens

x

Check Also

Prefeitura de Uruçuca , Câmara de Vereadores e Sindicato dos produtores Rurais, seguem realizando doações às famílias atingidas pelas chuvas nos últimos dias.

A cidade de Uruçuca no Litoral Sul da Bahia nos dias 10 e 11 de ...

Barroso dispensa passaporte da vacina a brasileiros que estavam no exterior

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), flexibilizou hoje a decisão tomada ...

Audiência realizada por Talita defende autonomia da população para se vacinar ou não: ‘Não é papel do Estado obrigar’

“Não somos contra a vacinação. Somos contra a obrigatoriedade dela. O cidadão é livre para ...